Corte de Honra

Corte de Honra

Avaliação do Usuário

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A Corte de Honra é o órgão mais importante da tropa. Ela zela pala Honra da tropa exercendo dois poderes: o poder executivo e o poder judiciário.

 

Dicas para os integrantes da Corte de Honra

Estas dicas para a Corte de Honra foram elaboradas para ajudar os novos integrantes da Corte de Honra.

O que você deve saber sobre a Corte de Honra

Corte de Honra deve sempre trabalhar em conjunto com a chefia de seção.

Os chefes de sua seção estão para ajudá-lo no que for preciso como um irmão mais velho e experiente, para fazer as coisas acontecer ou dando todas as informações que você precisa.

Se alguma coisa não funciona como deve ou como você acha que tem que ser, convoque a sua Corte de Honra, chame a chefia de sua seção e coloque o assunto em discussão. Você é tão responsável como todos os outros pelas boas ou más coisas que acontecem em sua tropa, então, mãos à obra nenhuma tropa pode existir sem uma boa Corte de Honra. Pertencer à Corte de Honra é um privilégio de poucos.

 

Constituição

A Corte de Honra é formada pelos monitores ou monitores e sub-monitores de todas as patrulhas da tropa, é presidida por um membro eleito democraticamente para exercer a função sendo primordial ter um alto espírito escoteiro e preferencialmente uma boa experiência de movimento escoteiro.

A corte deve eleger outro membro para ser o escriba da Corte de Honra cargo de muita importância pois todas as decisões da tropa devem ser lavradas no livro de atas por ele para terem validade e assinadas por todos os presentes.

Os monitores são indicados para o cargo em eleição realizada no conselho de patrulha e nomeado pelo chefe de tropa, os monitores são eleitos por um prazo fixado pela Corte de Honra e podendo ser reeleito. O presidente da Corte de Honra e o escriba também devem ter braço fixado podendo ser reeleitos. Todo monitor tem o direito e obrigação de participar de todas as reuniões da Corte de Honra. O chefe de tropa pode vetar o cargo de monitor de uma patrulha pois o cargo de monitor é um cargo de confiança do chefe, os monitores são considerados graduados sendo assistentes diretos do chefe de tropa.

 

Quem convoca a Corte de Honra

A Corte de Honra é convocada por qualquer monitor ou a pedido do chefe através do presidente da Corte de Honra.

O presidente da Corte deve encontrar um dia e hora que todos possam estar presentes. Quando o chefe de tropa convoca a Corte e ela não se realiza em tempo hábil a Corte tem que endossar as decisões do chefe de tropa pois muitas decisões requerem providencias imediatas.

 

Quando se reúne a Corte de Honra

A corte de Honra deve reunir-se sempre que houver verdadeira necessidade. Deve-se reunir periodicamente para despachar os assuntos de rotina.

Deve-se reunir para exercer o poder judiciário, fazer a programação anual e a revisão trimestral.

Deve se reunir periodicamente para traçar metas de adestramento.

Deve se reunir após os acampamentos ou atividades externas para avaliá-las. A reunião da Corte de Honra deve ser formal, solene, oficial e suas decisões são secretas.

Em acampamentos, para avaliação da atividade do dia e planejar a atividade do dia seguinte.

 

Funções da Corte de Honra

A Corte de Honra é responsável:

• Pela Administração da tropa.

• Pelas finanças da tropa.

• Pela programação de atividades da tropa. 

• Pela competição inter-patrulhas.

• Pelo adestramento de seus monitores.

• Pela defesa da Honra da tropa.

• Manter altos padrões de conhecimento de etapas.

• Assegurar um alto nível de disciplina.

• Organização e de boa apresentação dos membros da tropa.

• Julgar os casos de quebra de compromisso da lei e promessa escoteira.

• Ela deve ainda:

• Em primeiro lugar deve guardar as verdadeiras aspirações e sentimento da tropa.

• Deve zelar pelo funcionamento correto das patrulhas dando-lhes condições e infra-estrutura para tal.

• Ela deve preparar para a tropa, bandeira, hino, grito, etc...

• Formular tradições e mantê-las.

Nenhuma decisão da Corte de Honra pode quebrar a lei e a promessa escoteira ou levar qualquer membro da tropa ao perigo ou ridículo.

A corte de Honra é guardiã dos costumes e tradições da tropa.

A corte de honra deve cuidar para que seus monitores levem ao adestramento máximo da tropa.

As decisões da Corte de Honra são todas secretas e nenhum de seus membros pode comentar ou divulgar suas decisões exceto no que tiver que ser levado ao conhecimento dos membros da patrulha pelos monitores, ou a tropa em geral, pelo chefe ou assistentes.

 

Como deve ser uma reunião da Corte de Honra

Após todos os presentes terem chegado ao local e hora marcada o presidente da Corte de Honra deve dizer:

Como presidente da Corte de Honra da tropa declaro esta reunião da Corte de Honra aberta.

Um membro da Corte previamente escolhido já preparou uma oração de abertura. Após a oração, o escriba da Corte fará a leitura da ata da última reunião, se todos estiverem de acordo a assinarão, se houver algum erro na próxima ata se colocará uma errata. O presidente da Corte de Honra uma errata. O presidente da Corte de Honra lerá a pauta do dia, previamente preparada poe ele com a sugestão de todos os monitores, que trazem as sugestões do conselho de patrulha. Após a debate e colocação de todos os assuntos do dia, o presidente deve perguntar aos chefes presentes se eles tem alguma pergunta a fazer ou aconselhar ou esclarecer algum assunto. Após todos tirarem suas dúvidas, o presidente da Corte deve dar início as votações e contagem dos votos, após todos os dados da Corte serem anotados pelo escriba em um rascunho, para depois passá-los a limpo no Livro de atas da tropa, será realizada a prece de encerramento. O livro de tas da Corte de Honra fica sobre a guarda do chefe de tropa. O chefe de tropa tem direito a vetar qualquer decisão da Corte de Honra, mas não tem direito a voto.

 

O poder judiciário da Corte de Honra

Nos casos de julgamento deve ser assegurado a presença e a defesa do interessado, só se fazendo na sua ausência quando o interessado avisado por escrito não comparecer.

A Corte de Honra deve sempre levar em conta:

a - A capacidade de cada indivíduo.

b - Se foi induzido a fazer ou não fazer.

c - Se tem algum problema físico ou mental.

d - Se foi acidente ou proposital.

e - O que o levou a fazer ou não fazer.

f - A ver todas as hipóteses possíveis.

Todas as punições devem ser por escrito e ter a assinatura do presidente da Corte de Honra do chefe da tropa e do diretor presidente do G.E.

Ver POR regra 041 medidas disciplinares 

É aconselhável que a Corte de Honra tente resolver os problemas e não punir.

Chamar o jovem e mostrar seus erros, pedir que ele mesmo encontre um castigo adequado, o ideal seria que ele prestasse serviços a comunidade.

1º Ser chamado a Corte de Honra e tomar uma advertência verbal.

2º Tomar uma advertência por escrito

3º Chamar os Pais e colocá-los a parte dos acontecimentos

4º Tomar uma suspensão entre uma e quatro atividades.

5º Tomar uma suspensão entre um mês e um ano.

6º Expulsão do movimento escoteiro em último caso.

 

Atividades de patrulha

Toda atividade de uma só patrulha deve ser aprovada previamente pela Corte de Honra.

Para uma patrulha representar a tropa em atividades inter-grupos requer uma avaliação minuciosa da Corte de Honra, pois ela levara o nome da tropa e do G.E. para fora.

Patrulha de “elite” este é o termo usado quando a Corte de Honra monta uma patrulha com os melhores membros da tropa para representá-la em alguma atividade especial, normalmente esta patrulha tem um nome diferente das da tropa.

 

Conselho de monitores

O conselho de monitores é realizado entre monitores de duas tropas ou mais podendo ser do mesmo G.E. ou de outros G.E.s masculinas, femininas ou mistas.

O conselho de monitores é realizado para preparar ou avaliar, atividades entre tropas.

As resoluções destes conselhos de monitores devem ser levados para aprovação das Cortes de Honra de cada tropa pois só assim terão validade.

 

O que é a pré Corte de Honra?

Uma semana antes da corte de Honra se reunir, os membros da Corte devem se reunir informalmente por alguns minutos para passarem o resultado do conselho de patrulha ao presidente da Corte de Honra preparar a pauta à Corte de Honra da próxima semana, assim também todos os membros da Corte terão tempo para ir formando sua opinião sobre todos os assuntos que serão tratados.

 

Agilizando o Trabalho da Corte de Honra

Toda vez em que se reúnem todos os monitores e o chefe da tropa, isso se caracteriza uma Corte de Honra.

Para um assunto que requer a aprovação da Corte de Honra, mas não seja polêmico ou complexo, reúnem-se os monitores e o chefe da seção, só para tratar de um assunto. Sendo aprovado por todos os presentes. esta decisão tem que ser lavrada na ata da reunião da próxima Corte de Honra.

Pode-se também reunir informalmente os monitores com a chefia da seção para tratarem de assuntos corriqueiros da administração da tropa, sem a necessidade de convocar uma Corte de Honra ou lavrá-la na ata da reunião, da próxima Corte de Honra.

 

Votações

Quem coloca em votação e conta os votos é o presidente da Corte de Honra.

É de suma importância que, antes de um assunto entrar em votação, seja discutido abertamente, analisando todos os prós e contras, nos mínimos detalhes, tirando todas as dúvidas. Todos na Corte de Honra tem o direito e a obrigação de discutir todos os assuntos. 

Quando um assunto entra em votação na Corte de Honra e a contagem dos votos, termina empatada:

1º Perguntar se algum membro da Corte quer mudar seu voto.

2º Persistindo o impasse, adiar a votação no mínimo por 7 dias para que os membros da Corte reflitam.

3° Persistindo, o impasse, o chefe da tropa, deve ser o juiz dando o voto de Minerva, esta hipótese deve ser

usada em último caso.

4º É aconselhável que todas as votações tenham um resultado unânime, para que demonstre as verdadeiras

aspirações da tropa.

5º Quando persistir um empate as vezes é aconselhável que as partes entrem em acordo que seja razoável

para as partes.

 

Tradições

Toda tropa deve ter suas tradições tais como bandeira, grito, cerimônias, hino, etc assim também acontece com a Corte de Honra é aconselhável criar uma sala para a Corte de Honra e deve ficar fechada à sete chaves, ninguém  deve saber o que há dentro. é dever da Corte de Honra manter todas as tradições da tropa

 

Presidente da Corte de Honra

1 - O Presidente da Corte de Honra representará a Tropa sempre que houver necessidade.

2 - O Presidente da Corte de Honra coordenará o conselho de tropa.

3 - O Presidente da Corte de Honra coordenará a Corte de Honra.

4 - O Presidente da Corte de Honra com auxílio dos outros monitores marcarão o local que será realizado, o conselho de tropa e a Corte de Honra.

5 - O Presidente da Corte de Honra deve preparar uma pauta antecipadamente com sugestões de todos os monitores para a Corte de Honra e conselho de tropa.

6 - O Presidente da Corte de Honra deve ter um local apropriado e decorado de acordo para realizar as seções da Corte de Honra

7 - O presidente da Corte de Honra com o auxilio dos demais monitores são responsáveis pelo material comum à tropa, devendo guardá-lo, limpá-lo, conservá-lo e relacioná-lo. 

8- O Presidente da Corte de Honra será eleito entre os membros da Corte de Honra por voto direto e aberto, para esta função é necessário que o candidato tenha alto grau de espírito escoteiro, que seja um líder dentro da tropa e que seja bem adestrado.

9- Para um eleito assumir o cargo de presidente da Corte de Honra terá que ter a aprovação do chefe de tropa pois o chefe de tropa poderá vetar este cargo.

10- Quando o Presidente da Corte de Honra chegar a idade de transferir-se para a próxima seção deverá preparar seu substituto pelo menos três meses antes, pois durante este período estará sendo preparado para assumir as novas responsabilidades que o cargo impõem.

11- É aconselhável que cada Corte de Honra crie uma cerimônia de passagem do cargo de Presidente.

12- O presidente da Corte de Honra é responsável; por todo material das investiduras da tropa.

Ser presidente da Corte de Honra de sua tropa é um privilégio e uma honra que só poucos alcançam.

 

Quem sucede ou substitui o Presidente da Corte

Quando o presidente da Corte de Honra chega a idade de transferir-se para a próxima seção ou se afasta do movimento ou não pode estar presente as reuniões da Corte de Honra, a corte deve eleger um substituto de preferência antes do atual se afastar para que ele possa ir se familiarizando e entrosando-se com as responsabilidade e obrigações que o cargo impõem.

É aconselhável haver um substituto eleito para o caso de uma falta inesperada do presidente da Corte de Honra é essencial levar em conta o espírito escoteiro, responsabilidade, conhecimento de escotismo, experiência, em fim tudo que possa levar a uma boa administração da tropa.

 

Competições e Pontuações

Para um bom desempenho da tropa é necessário a competição inter-patrulhas, cabe a Corte de Honra decidir quantos pontos valerão cada item.

Ficam a cargo da chefia todos os detalhes para elaborar planilhas, contagens de pontos organizar as competições e vistoriá-las. Para uma patrulha representar a tropa em atividades inter-grupos é necessário ter a aprovação da Corte e Honra.

Alguns itens que devem ser pontuados

Presença em atividades.

Garbo.

Chamadas e formações.

Inspeções nos cantos de patrulha.

Jogos em geral.

Materiais de acampamento.

Pionierias em acampamentos.

Qualidade de alimentação.

Atividades de patrulha.

Atividades cívicas.

Atividades religiosas.

Algumas tropas costumam pontuar as notas escolares.

Etapas de classe.

Especialidade

Cordões.

Cabe a Corte de Honra instituir troféus, tais como: bandeirola de eficiência, mensal, anual ou melhor elemento do mês, troféus para atividades específicas.

 

Cerimônias

Estas cerimônias devem estar todas escritas no livro de atas da Corte de Honra, para que com o tempo não mudem ou se esqueçam, perdendo a a tradição da tropa.

Cerimônias de chegada de um novo membro na tropa.

Cerimônias de despedida de um membro da tropa.

Cerimônias de Promessa.

Cerimônias de graduação de monitores. 

Cerimônias de entrega de etapas de classe.

Cerimônias de mudança de presidente na Corte de Honra

 

Atenção especial

A Corte de Honra deve ter cuidados especiais para:

Namoros, flertes, ficar e gravidez.

Drogas;

AIDS;

Homossexualismo;

Segurança em atividades;

Em primeiro lugar deve levar em conta a segurança;

A Corte de Honra deve proibir a saída da sede de todas as patrulhas que não tiverem um caixa de primeiros socorros

completa revisada e pelo menos um membro da patrulha que saiba usá-la.

Os itens abaixo devem ser revisados no máximo a cada seis meses:

Vencimentos dos remédios.

Bulas.

Manual de uso.

Acomodamento dos remédios.

Se todo material foi reposto.

 

O Espírito de Patrulha

Como é que se consegue essa coisa tão especial que é o espírito de patrulha que faz com que todos os seus membros citam-se orgulhosos e participantes?

O segredo está em fazer todas as coisas juntos e com isso, surge naturalmente o sentimento de que “todos fazemos parte”.

Para chegar lá, aqui vão algumas dicas:

Planejar as coisas como uma patrulha

Seja o que for que a sua patrulha deseja fazer, como por exemplo, atividades externas como acampamentos, provas de classe, especialidades, uma campanha financeira, etc..

Procurem planejar com todo mundo dando suas idéias. Usem as reuniões de patrulha para isso, seja na sede da tropa, na casa de algum membro da patrulha ou em algum lugar agradável ao ar livre.

Fazer as coisas como uma patrulha

Todas as atividades de sua patrulha

Identificar-se como uma patrulha

A unidade na tropa é a patrulha

Todas as coisas que distinguem a sua patrulha das demais como, por exemplo: o nome, o emblema, a bandeira, o grito, a canção, a assinatura, o código secreto.

Aproveitem bem estas dicas.